3 dicas essenciais para escolher as tintas para as paredes internas

Compartilhe

Não sabe qual tinta para as paredes internas usar em cada ambiente da casa? Como você sabe, esse acabamento pode ser encontrado com diferentes composições, o que determina para qual cômodo o seu uso é mais indicado.

Alguns tipos de tinta podem ser aplicadas em ambientes mais úmidos, outras são indicadas para o teto ou para espaços onde a sua família fica a maior parte do dia, pois são resistentes e duráveis. Já as coberturas de secagem rápida e sem cheiro são indicadas para uma reforma rápida ou para casas onde há muitas crianças ou pessoas alérgicas.

A seguir daremos algumas dicas de tinta para paredes internas e onde usá-las para garantir a beleza e a personalidade de cada espaço da sua casa. Vamos la? Acompanhe!

[the_ad_group id=”72″]

Quais são as opções de tinta para paredes internas?

As tintas mais utilizadas na reforma de casas e apartamentos são as seguintes:

tinta para as paredes internas

Foto: casinhaarrumada.com

1. Tinta acrílica

É uma tinta solúvel em água e de secagem rápida. No entanto, tem cheiro bastante forte e característico. É impermeável já que é fabricada com resinas acrílicas, por isso pode ser aplicada na área externa da casa e em ambientes úmidos como o banheiro e a lavanderia.

É fácil de ser aplicada e tem excelente cobertura, o que facilita a aplicação. Esse tipo de tinta para paredes internas pode ser encontrada em três versões:

Acetinado: Tem um brilho discreto e é muito resistente a limpeza, por isso pode ser usada em áreas com grande circulação de pessoas e no quarto das crianças.

Fosco: essa cobertura deve ser limpa com cuidado, pois é pouco resistente. Ajuda a disfarças pequenas imperfeições da superfície.

Semibrilho: é um acabamento brilhantes ideal para paredes sem imperfeições.

tinta para as paredes internas

Foto: bukerdecor.com

2. Tinta epóxi

A tinta epóxi é uma tinta para as paredes internas resistente a produtos químicos, a umidade e ao calor. Sua grande durabilidade permite que seja aplicada em banheiros, cozinhas e até mesmo na área de lazer.

Também é comum utilizar a tinta epóxi em pisos e azulejos para modernizar um espaço sem ter que quebrar todo acabamento existente. No entanto, a cobertura não é indicada para superfícies muito porosas. Pode ser encontrada na versão brilhante ou fosca, menos resistente à limpeza.

tinta para as paredes internas

Foto: vivadecora.com

3. Tinta inodora

Esse tipo de tinta é indicada para locais com pessoas alérgicas, crianças e animais, pois o cheiro da cobertura desaparece em até três horas. É a base de água e seca bem rápido.

Podem ser encontrada na versão fosca ou acetinada, com brilho suave. A tinta inodora é fácil de limpar e rende bastante a cada aplicação.

tinta para as paredes internas

Foto: vivadecora.com.br

4. Tinta látex PVA

Atinta látex PVA é uma cobertura fosca de secagem rápida. Não tem cheiro forte e é solúvel em água. O ideal, é que seja usada nas paredes internas, pois é pouco resiste ao sol e a chuva.

Paredes pintadas com látex PVA devem ser limpas com um pano úmido, caso você esfregue a cobertura poderá danificá-la.

tinta para as paredes internas

Foto: arquitrecos.com

4. Tinta lavável

É uma cobertura acrílica solúvel em água, fácil de ser aplicada e com acabamento levemente fosco. Pode ser utilizada em reformas rápidas, já que não tem cheiro.

E o melhor de tudo, esse tipo de tinta para paredes internas pode ser lavada sempre que você precisar remover a sujeira, por isso é indicada para o quarto das crianças, corredor, sala de televisão e para outros espaços com tráfego intenso de pessoas.

Foto: vivadecora.con.br

Qual a diferença entre a tinta látex e a acrílica?

Tanto a tinta látex quanto a acrílica são boas opões para os mais variados espaços da casa. No entanto, a primeira opção de cobertura deve ser utilizada somente nos espaços internos.

Já a cobertura acrílica também pode ser aplicada nos ambientes externos, uma vez que a sua composição conta com resinas que a tornam impermeável a ação da chuva e do sol.

O que considerar ao escolher a tinta para as paredes internas?

Antes de ir à loja escolher a tinta para as paredes internas da sua casa, é preciso analisar os seguintes pontos:

Tráfego

O espaço que receberá a pintura nova é muito movimentado? Essa característica deve ser observada ao escolher a tinta de cada cômodo da casa.

Ambientes movimentados como a cozinha e a sala de televisão se beneficiarão de acabamentos duráveis como a tinta acrílica e a tinta lavável. Já as salas de jantar e os quartos são áreas com pouca circulação, assim você pode utilizar tinta epóxi ou látex PVA, a escolha depende exclusivamente do seu gosto pessoal!

Brilho

A tinta brilhante tem uma outra característica muito procurada para dar a sensação de iluminar o ambiente. Essa característica afeta também a quantidade de luz refletida em cada espaço da casa, assim, caso você queira tornar uma sala mais ilumina, pode apostar em acabamentos brilhantes ou cores claras também podem trazer o mesmo resultado.

Não sabe se usa tinta fosca ou com brilho? É muito mais sobre o seu gosto particular, afinal quem vai morar e precisa se sentir bem naquele ambiente é você não é mesmo?

Quanto ao brilho ou fosco, o que podemos dizer por experiência como especialistas da área é que, a tinta brilhante mostra muito mais as imperfeições e se a superfície não estiver completamente lisa, o que é muito raro de acontecer, a pintura mostrará todos os defeitos, dando um efeito na parede que chamamos de “casca de laranja”, principalmente sob efeito de luz e sombra ficam mais nítidas estas imperfeições, portanto se você prefere uma parede com um aspecto sempre mais lisinho opte pelas tintas acetinadas ou foscas.

Imperfeições superficiais

A tinta para as paredes internas reflexiva mostrara todas as imperfeições de um cômodo. Caso uma sala tenha muitas imperfeições, como orifícios de prego ou de parafusos, utilize uma cobertura fosca – isso dará ao espaço uma aparência uniforme e ajudará a mascarar as imperfeições.

A sua casa tem paredes porosas ou alguma divisória de drywall? Como essas superfícies absorvem muito umidade é preciso prepará-las com um primer, que torna a cor mais vibrante e melhora a durabilidade da cobertura.

Gostou desse post sobre tintas para paredes internas da casa? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e comente com seus amigos a sua opinião sobre o assunto!

[the_ad_group id=”69″]

Índice

Pronto para transformar o seu ambiente agora?

Do tamanho do seu orçamento. Gigante nas soluções.

Você também pode se interessar por

Assine e transforme seu espaço!

Deixe seu e-mail e receba dicas exclusivas de especialistas e as últimas novidades do Arquiteto de Bolso direto na sua caixa de entrada.