Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazer

Compartilhe

Você gosta da ideia de viver em um ambiente integrado, com um toque moderno, mas sem abrir mão da sofisticação? Então, é provável que se apaixone pela tendência do loft. Diferentes e encantadores, esses projetos existem há um bom tempo no universo da arquitetura, mas ganharam notoriedade nos últimos anos, graças ao avanço do estilo industrial no design.

Ideal para o público mais jovem e que adora praticidade, a opção ainda assume diversas formas e pode ser, tranquilamente, adaptada de acordo com o seu lifestyle. Portanto, caso esteja em busca de uma solução diferenciada, este é um ótimo momento para se aprofundar no assunto e garantir o espaço que sempre sonhou.

A parte boa é que este Guia Completo irá te ajudar em todas as etapas dessa realização. Para saber mais, acompanhe a leitura, anote as nossas recomendações e descubra como criar um lar repleto de personalidade!

[the_ad_group id=”72″]

 

Afinal, o que é loft?

Vamos direto ao ponto. Você sabe o que é, de fato, um loft? Antes de mais nada, é preciso ir até à origem desse espaço e entender melhor o seu conceito. Tudo começou nos Estados Unidos, por volta dos anos 1960, quando as moradias na cidade apresentavam um valor muito alto e, para economizar, muitas pessoas passaram a alugar galpões, antes utilizados pelo comércio e indústria, e que eram ofertados por um preço mais baixo.

Em geral, quem investia nessa opção eram arquitetos, artistas e publicitários. Ou seja, aquela parcela da população considerada “mais criativa”. A partir disso, tais ambientes foram sendo decorados de um modo diferenciado, até que eles conquistassem requinte e valorização.

Atualmente, os lofts ainda carregam a atmosfera rústica e “inacabada” das ambientações iniciais. Por outro lado, seus valores de mercado continuam inacessíveis, já que a demanda por esse tipo de imóvel cresceu bastante.

E como muitas pessoas estão apostando em peso na alternativa, podemos dizer que existem vários benefícios ao viver em um espaço como este. Entre as principais características de um verdadeiro loft estão:

  • planta em conceito aberto. Isso significa que os espaços apresentam pouquíssimas ou nenhuma divisória;
  • ausência de piso ou forro;
  • uso de revestimentos rústicos, tais como tijolos, madeira e cimento queimado;
  • janelas amplas e uma forte iluminação natural;
  • instalações elétricas e hidráulicas aparentes; pé-direito alto. Em alguns casos, essa metragem ultrapassa os 3 metros de altura.

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazerFoto: rover.ebay.com

Para quem o loft é mais indicado?

Não há como negar que o loft é extremamente atrativo. Com a ausência de muitas paredes, essa opção reforça a liberdade e faz com que o espaço seja mais funcional. Entretanto, é válido ressaltar que nem todo mundo consegue se adaptar bem a esse tipo de imóvel.

Normalmente, a opção é indicada para pessoas jovens, que desejam morar sozinhas ou que não possuem uma família grande. Já os moradores com crianças pequenas ou com muitos integrantes no núcleo familiar podem sentir certo incômodo ao se mudar para esses imóveis — especialmente, por conta da ausência de divisórias, o que diminui bastante a privacidade.

Agora, se você se encaixa no perfil de um morador de loft, veja quais são os principais benefícios ao investir na ideia:

  • mais liberdade para usar a criatividade e decorar o local como bem quiser;
  • é possível aproveitar um ambiente extremamente funcional, sendo uma excelente opção para quem possui uma agenda agitada e necessita do máximo de praticidade;
  • na maioria das vezes, a vista do loft é privilegiada, já que eles possuem janelas grandes;
  • há uma boa sensação de amplitude e conforto.

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazerFoto: nextluxury.com

Por que o loft é uma grande tendência?

A cada dia, mais e mais pessoas estão buscando viver em ambientes confortáveis, aconchegantes e funcionais. Fato que fez com que o conceito do loft voltasse com tudo ao mercado imobiliário. Contudo, não pense que os espaços atuais são construídos em edifícios antigos, galpões ou armazéns, como sempre foi costume.

No momento, o loft está se adaptando às necessidades e à realidade da rotina moderna, incorporando elementos típicos do nosso tempo, como as questões que envolvem a sustentabilidade, a acessibilidade, o design contemporâneo e a eficiência energética.

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazerFoto: notreloft.com

Quais os principais estilos de loft?

Não se engane: existem vários tipos de loft disponíveis por aí. No Brasil, esses espaços são inspirados nos clássicos modelos nova-iorquinos ou franceses, mas você ainda pode adaptá-lo de acordo com o seu estilo e necessidade.

Com mezanino

Temos aqui a opção preferida dos brasileiros — o loft com mezanino. Nessa modalidade, é possível aproveitar muito bem o andar térreo, além de contar com um ambiente superior que adiciona mais charme e privacidade ao local.

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazerFoto: apartmenttherapy.com

Pequeno

Com a verticalização imobiliária e o crescimento dos apartamentos compactos, o loft pequeno também é bem comum no Brasil. É uma ótima pedida para quem vive sozinho, passa boa parte do dia fora e não deseja ter muitos gastos com limpeza ou manutenção.

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazerFoto: cotemaison.fr

Industrial

Via de regra, a maioria dos lofts carregam um estilo industrial. Isso significa que o espaço apresentará vigas aparentes, o uso de cimento queimado, elementos decorativos metálicos e estofados em couro. Ainda assim, essa não é uma obrigatoriedade e você pode transformar o ambiente conforme o seu gosto — deixando-o mais contemporâneo, rústico ou luxuoso.

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazerFoto: amazingarchitecture.com

Como acertar na decoração do loft?

Depois de conhecer a história do loft, suas características, indicações e vantagens, chegou o momento de aprender como “colocar a mão na massa” e fazer com que o espaço fique “a sua cara”. Para facilitar essa etapa, separamos um passo a passo básico e supereficiente. Anote!

  • Passo 1: escolha o estilo que combina com você. É necessário que os cômodos conversem bem entre si, com um resultado equilibrado e agradável;
  • Passo 2: invista na integração. Caso sinta a necessidade de dividir certas áreas, realize essa atividade utilizando móveis ou objetos decorativos para delimitar os ambientes, como um sofá, uma bancada ou uma estante;
  • Passo 3: aproveite as paredes. Essas estruturas devem ser o destaque do seu loft. Se possível, invista em revestimentos aparentes ou aplique uma pintura rústica na superfície. O uso de quadros e pôsteres também é excelente;
  • Passo 4: lembre-se da iluminação. Aposte sem medo no uso de fios expostos ou recorra aos spots para iluminar bem o ambiente. Também é válido utilizar luminárias de chão ou pendentes com lâmpadas quentes. Fica um charme!

Guia Completo do Loft: os tipos, indicações e como fazer

Foto: notreloft.com

Viu só? Com esse Guia Completo, você tem todas as informações necessárias para montar um belo loft e viver em um cantinho moderno, próprio para as suas necessidades.

Caso queira continuar se aprofundando no universo do décor, aproveite para conferir outro post e descobrir como ter uma casa bonita e aconchegante gastando pouco. Até mais!

 

[adsforwp-group id=”69″]

Índice

Pronto para transformar o seu ambiente agora?

Do tamanho do seu orçamento. Gigante nas soluções.

Você também pode se interessar por

Assine e transforme seu espaço!

Deixe seu e-mail e receba dicas exclusivas de especialistas e as últimas novidades do Arquiteto de Bolso direto na sua caixa de entrada.

Quero comprar Arquiteto de Bolso, meus dados são: