Pra não errar! Dicas de como combinar os móveis

Compartilhe

O mobiliário é sempre uma parte importante da sua decoração, afinal, ele que dá volume e marca presença em todos os cômodos. E é muito comum ter dúvidas sobre como combinar os móveis com o décor. Mas saiba que há várias dicas que você deve seguir para não errar nessa hora.

Rústicos, planejados, entalhados, de cores vibrantes, clássicos, modernos ou minimalistas. A infinidade de opções de móveis pode confundir a sua cabeça. Contudo, combinar móveis com o design e a arquitetura do ambiente deve ser algo simples. Por isso é preciso saber por quais critérios seguir.

Neste post, você vai descobrir como combinar os móveis com a sua decoração, para repaginar de vez o seu apê ou casa, deixar com a sua cara!

[the_ad_group id=”72″]

Atente-se às cores do ambiente para acertar em como combinar os móveis

Como combinar os móveis, sala

Créditos: Pinterest

As cores são alguns dos principais elementos para quando você pensa em como combinar os móveis. Afinal, o que pode ficar bem em um ambiente, poderá não ficar em outro.

Geralmente, dê preferência por cores neutras, pois elas combinam com a maioria dos tons do ambiente e seus objetos. E quanto a iluminação, cores como branco, creme, amarelo-claro e areia, não ficam apagadas em espaços pouco iluminados.

Você também pode testar cores vivas em ambientes de tons neutros. Um sofá ou uma mesa azul, em uma sala toda branca, por exemplo, fica bem moderno. Já a mistura do preto e branco é sempre infalível. Usar o contraste nesse sentido, é a chave.

Confira diversos móveis para sala, na Mobly!

Escolha os móveis de acordo com o uso do espaço

Como combinar os móveis, home office

Créditos: Pinterest

Se o ambiente é de descanso, um tipo de móvel neutro será mais adequado nele. Já se você e a sua família circulam bastante pelo cômodo, outro estilo será melhor na hora de como combinar os móveis.

Portanto, pense primeiro em qual é o tipo de uso que você e a sua família fazem do ambiente. Pois, de nada adianta colocar um móvel excelente em vários aspectos, se ele não atende ao que o espaço foi projetado.

Nessa linha, disponha de móveis neutros e com linhas mais suaves em ambientes voltados ao relaxamento. Já em espaços de maior circulação, a ergonomia deve ser privilegiada, mas, sem perder espaço para a beleza.

Observe a cor do piso e não erre em como combinar os móveis

Como combinar os móveis, cozinha

Créditos: Pinterest

Os pisos são muito versáteis quando o assunto é combinar os móveis. Em volume, mas que pode ser bem discreto, o revestimento do chão oferece, assim como as paredes, boa parte da estética do ambiente. Então, não erre na hora de decorar.

O melhor caminho para você não errar em como combinar móveis com os pisos, é escolher modelos que sigam um tom parecido ao da cor predominante no ambiente.

Então, por exemplo, se o piso tem cor terrosa, os móveis podem seguir essa linha, mas em uma tonalidade mais escura ou mais clara. Assim, você criará nuances entre cada item, mas todos irão ter expressão no ambiente, sem parecer uma coisa só.

Também, o uso do contraste pode ser usado para combinar os móveis com os pisos. Então, se o piso é preto, você pode usar móveis brancos ou então em cores vivas — estas em menor escala.

Pense se vale mesmo a pena seguir a moda de móveis

Como combinar os móveis, sala de jantar

Créditos: Pinterest

Quando você pensa em como combinar os móveis em seu cantinho, logo vem aquelas ideias da última coleção daquela loja de décor que você ama, não é mesmo? Mas, será mesmo que é legal seguir o que a moda dita?

Há algumas questões que você deve se perguntar antes de seguir pelo critério daquilo que está em alta no momento. Pense nos seguintes aspectos:

  • o que é moda hoje, não é mais amanhã. E isso, por vezes e em algum prazo, trará em sua decoração, um aspecto ultrapassado e enjoativo;
  • várias tendências voltam depois de anos, e provam ser muito versáteis. Ou seja, algo que pode muito bem expressar a sua personalidade ou a sua fase de vida em um momento, pode servir por muito tempo;
  • há sempre aquelas tendências que vêm para mudar padrões e instalar novos estilos, e que vão funcionar por anos e anos.

Então, para esse tópico, vale se perguntar se aquele móvel é realmente o que você gostaria de ter por longos anos. Se não, descarte a ideia.

Restaure móveis antigos e dê vida nova para eles

Como combinar os móveis, pia

Créditos: Pinterest

Essa é uma tendência que já estava em alta mesmo antes da pandemia do novo coronavírus. E esse momento fez com que as pessoas pensassem mais a respeito do restauro ou da repaginação.

A restauração ou a pintura de um móvel antigo ainda tem um apelo de resgate da conexão com a casa, fazendo das reformas um passatempo e terapia.

Nesse sentido, além da economia que a restauração traz, você poderá reaproveitar móveis de família e dar a sua personalidade a eles. Ou então, fazer algo que é tendência no momento, e que vai continuar funcionando por muito tempo.

Móveis antigos pintados com cores vibrantes são exemplos de restauração que funciona bem. Já se você prefere o estilo cru, mande ver na lixa e seladora. E se precisar, troque dobradiças, puxadores, deixando tudo novo em folha.

Veja um monte de móveis coloridos na Mobly!

Fazer o seu décor seguindo essas dicas é passo certo na hora de como combinar os móveis com cada detalhe do seu cantinho. E sempre leve em conta o seu orçamento, para encaixar tudo o que você precisa, com a verba que você tem. Assim, não vai faltar nada, nem para o seu espaço e nem para o seu bolso!

Veja como dá para fazer seu projeto muito além do que você pensa, por menos do que você espera!

[the_ad_group id=”69″]

Índice

Pronto para transformar o seu ambiente agora?

Do tamanho do seu orçamento. Gigante nas soluções.

Você também pode se interessar por

Assine e transforme seu espaço!

Deixe seu e-mail e receba dicas exclusivas de especialistas e as últimas novidades do Arquiteto de Bolso direto na sua caixa de entrada.