Afinal, como planejar uma cozinha? Confira dicas eficientes e práticas e tenha a cozinha dos sonhos!

Compartilhe

O que é preciso saber antes de fazer uma cozinha planejada?

A cozinha é uma das áreas mais versáteis da casa. É um espaço de serviço e preparo dos alimentos, mas também de encontro da família. E para que seja um ambiente bem funcional, ele precisa ser planejado com cuidado.

Mas afinal, como planejar uma cozinha bonita, funcional e prática, que atenda às necessidades da família?

O Arquiteto de Bolso preparou inúmeras dicas que vão ajudar. Confira!

O que eu preciso saber antes de fazer uma cozinha planejada?

Ao fazer uma cozinha planejada, os principais pontos a considerar são a praticidade e o aproveitamento do espaço. Mas é claro que a beleza também é um ponto essencial.

A principal vantagem é que tudo pode ser personalizado de acordo com o gosto do cliente. 

Vale lembrar também, que as cozinhas planejadas são diferentes das cozinhas moduladas. 

Isso porque as planejadas se adequam exatamente ao espaço em questão, já que são feitas sob medida. Já nas moduladas o tamanho e o design são preestabelecidos e as peças são produzidas em escala industrial.

O investimento em uma cozinha planejada é maior, mas será feito apenas uma vez, daí a importância de fazer bem feito e de acordo com as necessidades da família.

Mas, afinal, como planejar uma cozinha?

1. Antes de tudo, defina suas necessidades

O planejamento de uma cozinha permite que cada família defina as suas prioridades.

Por isso, pense nos principais hábitos da família: se fazem as refeições em casa, se mais de uma pessoa cozinha ao mesmo tempo, quais equipamentos costumam ser utilizados (batedeira, filtro de água, liquidificador, cafeteira…) etc.

Em uma casa onde a maior parte das refeições são feitas em casa, por exemplo, pode-se pensar em um espaço de armazenamento dos alimentos maior.

Se o espaço da cozinha é pequeno e junto à lavanderia, pode-se considerar um balcão único para melhor aproveitamento do espaço, e assim por diante.

2.  Escolha o layout que melhor se adapta ao seu espaço

O layout de uma cozinha precisa considerar três pontos principais: a pia, a geladeira e o fogão.

Uma maneira de deixar o espaço mais funcional é pensar nesses três elementos de maneira triangulada, facilitando o deslocamento na preparação dos alimentos.

De maneira geral, o layout de uma cozinha planejada se encaixa em uma das opções abaixo:

  • Em linha

Muito utilizado para espaços compridos e estreitos, casos bastante comuns em apartamentos.

Aqui, o ideal é que a pia e bancada fiquem sempre ao centro deixando, no mínimo, um dos lados como bancada de apoio e preparos.

  • Paralelo

A cozinha é dividida em dois espaços, um de frente para o outro. Neste caso, geralmente pia e fogão são colocados do mesmo lado, facilitando a utilização de ambos em paralelo, priorizando armazenamento e geladeira do lado oposto.

  • Com ilha

Ideal para ambientes maiores, possibilitando um espaço de circulação mais amplo.

Mas vale lembrar que a ilha pode ter vários usos, como por exemplo, bancada de preparos, área molhada ou área quente – de acordo com o desejo do cliente. 

Ela pode também funcionar como espaço de refeições rápidas, ou se conectar a uma mesa de refeições sendo ponto de integração entre cozinha e sala de jantar.

  • Em U

Pia, geladeira e fogão são dispostos em um ambiente com bom espaçamento, com ótimo aproveitamento de balcões.

Aqui também conseguimos pensar em posicionamento triangular, reduzindo os deslocamentos na cozinha durante o preparo e cocção dos alimentos.

  • Em L

É comum tanto em cozinhas pequenas, para aproveitar bem os cantinhos, quanto em espaços maiores, permitindo uma circulação central ampla e maiores espaços de trabalho nas bancadas.

3. Pense nas zonas de trabalho

Um dos pontos interessantes para entender como planejar uma cozinha, é pensar em diferentes zonas de trabalho. Veja:

  • Despensa: espaço onde são armazenados os alimentos, isso inclui geladeira e armários;
  • Zona de limpeza: é a área molhada da cozinha, onde fica a pia e o espaço para secar louças;
  • Zona de preparo: espaço das bancadas;
  • Zona de cozimento: fogão, forno, microondas;
  • Zona de armazenagem: onde ficam os armários de louças e eletrodomésticos.

Idealizar essas partes de uma cozinha é sempre importante, pois elas fazem parte do que é essencial para o espaço. 

Caso a cozinha comporte, também podem ser idealizados lugares para servir como a mesa e as ilhas, ou é possível abrir mão desse espaço e fazê-lo apenas na copa.

4. Pequenas reformas, grandes impactos

Antes de fazer o projeto de uma cozinha planejada vale considerar pequenas reformas que possuem um grande impacto no projeto.

É o caso, por exemplo, de trocar o revestimento da parede, pintar as paredes ou colocar janelas maiores para aumentar o espaço de ventilação.

5. Faça escolhas que se encaixem no orçamento

Por fim, é necessário adequar as escolhas ao seu orçamento. Uma cozinha planejada, de fato, não é a opção mais em conta.

Mas isso não significa que você não possa fazer escolhas que barateiam o custo. 

Podem influenciar no preço, por exemplo, as bancadas de cozinha, a cor da mobília, a escolha dos eletrodomésticos e da torneira, dentre outros fatores. 

Leia também: Como decorar uma cozinha pequena com menos de R$ 6500?

5 fatores que influenciam muito na reforma da cozinha

Agora que você já sabe as principais dicas de como planejar uma cozinha, veja também outros fatores que você deve se atentar na reforma.

Iluminação

Uma boa iluminação ajuda a garantir segurança e funcionalidade em uma cozinha. 

Além de facilitar a preparação dos alimentos, ela também reduz o risco de acidentes e complementa a estética do ambiente.

É essencial que nos pontos de maior necessidade, como fogão, pia e bancadas, sejam colocados pontos direcionados de luz fria, enquanto nos espaços de circulação e alimentação a ideia é criar um espaço mais aconchegante com luzes menos intensas.

Ventilação

A cozinha é um ambiente com fumaça, vapores e odores provenientes da preparação dos alimentos. 

Uma ventilação adequada auxilia na qualidade do ar e pode evitar o aumento da umidade e o crescimento do mofo, além de proporcionar um ambiente mais confortável.

Materiais de revestimento

Escolher os materiais certos para revestir pisos, paredes e bancadas é importante tanto em termos de durabilidade quanto de estética. 

Azulejos, pedra natural, aço inoxidável e madeira são populares devido à sua resistência e facilidade de limpeza.

Para o piso, é importante priorizar materiais acetinados e evitar porcelanatos polidos ou brilhantes que riscam mais e precisam de mais limpeza.

Estilo e design

O estilo e o design da cozinha podem influenciar muito na experiência dos moradores e na estética do espaço. 

Desde o layout do espaço até a escolha dos armários, cores e acabamentos, cada detalhe contribui para criar um ambiente funcional, atraente e, principalmente, que combina com o estilo dos moradores.

Descubra o design de interiores ideal para a sua cozinha com um quizz gratuito!

Integração de tecnologia na cozinha

Saber como planejar uma cozinha é entender que a integração com os eletrodomésticos adequados pode influenciar significativamente na praticidade e beleza do ambiente. Por isso, faça a escolha desses itens em consonância com o planejamento da cozinha.

Além disso, vale conhecer mais sobre a integração com eletrodomésticos inteligentes, já que isso pode agregar ainda mais valor e funcionalidade à cozinha reformada.

Para mais dicas, confira nosso conteúdo no YouTube:

E se quiser ajuda para planejar a sua cozinha, conte com o Arquiteto de Bolso! 

Aqui você planeja o seu ambiente com o auxílio de uma equipe de designers de interiores altamente qualificados, em até 2h, de maneira totalmente online.

Você pode planejar ambientes do zero ou aproveitar o que você já tem, tudo isso com o melhor aproveitamento do espaço, é claro.

Planeje a reforma da sua cozinha com o Arquiteto de Bolso e renove o seu espaço!

Conclusão

Planejar uma cozinha eficiente e agradável envolve diversos aspectos, desde a funcionalidade até a estética. 

Definir as prioridades e encaixá-las no orçamento, além de escolher o layout e o design adequado são passos fundamentais. 

Além disso, não esqueça de fatores como a iluminação e a ventilação, essenciais para um espaço agradável. 

Com essas dicas e considerações, é possível criar uma cozinha que atenda às necessidades da família, seja esteticamente agradável e funcional.

Leia também: Cozinha mara pro apê por menos de R$3000

Índice

Pronto para transformar o seu ambiente agora?

Do tamanho do seu orçamento. Gigante nas soluções.

Você também pode se interessar por

Assine e transforme seu espaço!

Deixe seu e-mail e receba dicas exclusivas de especialistas e as últimas novidades do Arquiteto de Bolso direto na sua caixa de entrada.